RSS

Merry Christmas . Replace this text with your christmas wishes for your visitors .

Uma poesia sobre o "Valença em Questão"

Valença em Questão:
Tantos lugares,
vários arredores,
tantas ruínas,
tantos horrores.

Talvez seja o jeito humano,
o jeito de ser gente,
é, o jeito desleal,
de ser alguém imprudente.

 




A indecência nas ruas,
a falta de moralidade,
o sentimento egoísta de não sentir,
de só falar, sem poder sentir,
não ter razões para amar.

 

São tantos os lugares,
tantos são fechados,
tantos que não podemos ver,
roubos sem convicções,
ladrões vestidos de terno.

Ainda há vida existente nesse lugarzinho,
vida de tantos que sofrem,
de tantos que se alegram,
de tantos que se amam,
e mesmo assim vivem sem nada reclamar.

Há também o momento jovem,
mas que momento?
Não existe quase nada, ou absolutamente nada,
onde ficamos nesse lugar,
onde nos encontramos nessa cidade?

Pois é, Valença está em Questão,
eis que não temos razão,
razão de não saber onde moramos,
será isso ilusão,
ou apenas um sermão?

-Érick Ramos-

Valença está em questão, é necessário sempre questioná-la, questionar o que é nosso, é possível melhorar, e que os "vestidos de terno" sejam melhores, e melhorem Valença, em todos os aspectos.
E que o momento jovem possa se estabelecer em Valença, com momentos de animação, com certos jovens, jovens certos, jovens verdadeiros...

Confiram o Blog do VQ!

2 comentários:

Jaqueline Cristina disse...

Adorei!!
Valença em Questão!
Parece-me confusão sem chão,
tal como "ser ou não ser, eis a questão"
Valença em Questão!
Nossos jovens gritam achados, perdidos
Nossos adultos gritam socorro no riso,
Ser ou não ser, Valença está no ar!!!
Bjoks sintonizadas!!!!!!!!!!

lettersfromlaunna disse...

Valencia is at stake but I see the world the same as Valencia, the world is at stake. The days when child could be free to be are few and far between!

Postar um comentário

Apresentação sobre o blog

A convicção de que a vida seja bela, só pode vir do êxtase de amar, do prazer de sentir a vida pelo vento que passa, e assopra aonde quer, que nos tira o passado, e nos move à frente, que nos conduz ao que é bom, deixando para trás o que não vale, o que não possui lucro.

Que ele assopre na gente com desejos de nos melhorar, nos nivelar pelo alto anseio de amar o outro como uma parte de nós, como um algo que sem ele não vivemos, como um ser cheio de atitudes para serem demonstradas enquanto esse vento não nos leve com um assopro de fim.

Que as razões não estejam tão certas quanto o desejo de amar, pois há quem ama sem precisar ter certeza, amar sem certas condições, amar ilimitadamente, amar sem lei, amar até o fim, e é no fim que definimos se o amor foi certo ou não, se foi verdadeiro ou não, eis a filosofia da vida, eis o blog que lhe apresento e desejo uma boa leitura!

-Érick Ramos-

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...